Parque Estadual do Ibitipoca

Parque Estadual do Ibitipoca

Nessas férias de Julho resolvemos fazer uma viagem especial com as crianças para o Parque Estadual do Ibitipoca, que fica no sul de Minas Gerais, no final da Serra da Mantiqueira. O Parque talvez seja um dos melhores do Brasil para acampar com crianças. Ele oferece uma infraestrutura fantástica para os usuários, com  restaurante, banheiros com chuveiro elétrico, limpeza diária das áreas comuns, área de camping bastante sombreada e com terreno de areia, trilhas de todos os tamanhos e dificuldades, estacionamento e excelente atendimento por parte dos funcionários.

Para chegar em Ibitipoca saindo de São Paulo você pode demorar entre 6 e 8 horas de carro, em um percurso de cerca de 440km. Na ida pegamos a Dutra (BR-116) até a altura de Porto Real e de lá fomos seguindo algumas pequenas estradas até a cidade de Bom Jardim de Minas, onde paramos para almoçar. De lá seguimos pela BR-267 até Lima Duarte, onde você consegue finalmente acessar a estrada que se conecta com Conceição de Ibitipoca, que é a cidade de apoio do Parque. Para quem sai do Rio de Janeiro a viagem é muito mais tranquila, são apenas 270km da capital.

A vantagem de ir acampar de carro é que você pode levar um monte de coisas sem se preocupar com o peso. A única preocupação é se vai ter espaço. Nós estávamos em um grupo com mais outros 4 adultos e 4 crianças, totalizando 6 adultos e 6 crianças, com idades entre 3 e 8 anos. Optamos por pernoitar 4 noites e passar 3 dias inteiros fazendo atividades. Cada família ficou responsável por trazer a sua própria comida para o café da manhã, lanche de trilha e fazer um dos jantares coletivos.

Ibitipoca

A área de camping fica ao lado do estacionamento e muito perto da área coletiva, onde estão os banheiros, o restaurante e o espaço de mesas. Para quem pretende cozinhar lá, assim com nós fizemos, é necessário levar um fogareiro portátil e os utensílios de cozinha. O restaurante fica aberto todos os dias, exceto nas segundas-feiras quando o Parque fica fechado para visitantes. Para almoçar no restaurante é necessário reservar com antecedência e ele fica aberto até as 20hs. Um dos banheiros, reservado para quem esta acampando, fica fechado durante o dia e é aberto somente depois que o Parque fecha.

Quando estava planejando a viagem escolhi chegar em Ibitipoca em um domingo comum, fora de feriado, apostando que o Parque estaria vazio. A aposta deu certo, o camping estava totalmente vazio, e na segunda-feira a portaria do Parque fica fechada e acabamos tendo ele inteiro somente para nós.

As Trilhas

O Parque Estadual de Ibitipoca tem 3 roteiros principais com graus de dificuldade bem distintos. O roteiro mais fácil é o circuito das águas, que tem cerca de 5km e um desnível acumulado de menos de 200 metros. É o trajeto ideal para se fazer com crianças de todas as idades. Caminhamos boa parte do tempo na margem de um rio com diversas oportunidades para parar e nadar um pouco. Nessa trilha também passamos pela cachoeira dos macacos que tem um poço maravilhoso, mas a água é bem fria. Imagino que no verão a temperatura da água seja mais suportável. Outra atração dessa trilha é a ponte de pedra, uma estrutura natural formada pela ação da água sobre as pedras e as crianças adoraram andar na gruta na parte debaixo da ponte.

Ponte de Pedra

O roteiro intermediário é o que vai até o Pico do Pião. A atração principal aqui é a vista de 360 graus do Parque e de todo o entorno. Durante a subida passamos por algumas grutas, mas nada de cachoeiras. O passeio tem um total de 11km e cerca de 400 metros de elevação acumulada. Foi legal subir com as crianças e conquistar essa montanha junto com eles. Lá em cima fizemos um piquenique demorado e ficamos ali curtindo o visual.

Pico do Piao

O roteiro mais puxado é o da janela do céu que tem cerca de 16km e quase 650 metros de elevação acumulada. Essa trilha eu fiz sem as crianças que aproveitaram o dia para ficar curtindo a “prainha” que fica perto da área de camping. A trilha janela do céu contorna o Parque pelas bordas e pode ser feita em forma de circuito. Durante o caminho existem algumas grutas, mirantes e cachoeiras, mas o prato principal é caminhar no topo da Janela do Céu, com sua borda infinita.

Ibitipoca

Algumas Dicas

Por sua proximidade do Rio de Janeiro, o Parque pode ficar extremamente cheio durante os feriados. Escutei alguns relatos dos guarda-parques que me deixaram assustado. Diziam eles que em determinados feriados é tanta gente que muitas pessoas ficam para fora, sem poder entrar no Parque, já que a lotação máxima é de 800 pessoas.

Não existe uma melhor época do ano para visitar o Parque, mas se você pretende nadar nas águas escuras de Ibitipoca talvez seja melhor ir durante o verão. A temperatura da água é muito fria e foi difícil aguentar mais do que alguns minutos. A desvantagem do verão são as chuvas e tempestades que podem acontecer e às vezes durar dias. No inverno o clima é mais seco, com pouca incidência de chuva e uma maior probabilidade de céu azul.

O custo do camping em Julho de 2018 era de R$ 60 por pessoa por dia e este valor inclui a diária de entrada no Parque que é R$ 20. Fora o camping também temos que pagar a diária de estacionamento que é mais R$ 25. Crianças até 5 anos estão isentas do pagamento.

gruta Ibitipoca

Para acampar com crianças acho importante levar uma boa estrutura para dormir. Na nossa barraca levamos um isolante térmico, colchonete e saco de dormir para cada pessoa. É um conforto extra, mas vale a pena! O colchonete pode ser comprado em lojas especializadas de colchão. No nosso acho que pagamos cerca de R$ 40 cada um.

A cidade de Conceição de Ibitipoca fica ao lado do Parque e tem uma estrutura fantástica de pousadas e restaurantes. Caso você queira visitar a cidade e esteja hospedado no camping, é preciso ficar atento ao horário limite de retorno, pois eles fecham a portaria.

Para cima e avante!